• whats: 11 9 8330.3302

Sintomas:


Como identificar se você ou alguém de seu convívio está em Depressão?


O diagnóstico da Depressão é difícil e deve ser feito por profissional especializado em saúde mental, ou seja, o psicólogo e/ou o psiquiatra.


Porém, se você acha que vive um quadro depressivo ou que algum familiar ou conhecido esteja vivendo isso, você pode identificar alguns sinais como os que descreverei a seguir, não para autodiagnosticar-se, mas para tomar a decisão em procurar um profissional de saúde mental para realizar o exame clínico, a anamnese e através destes e outros possíveis dispositivos, definir um diagnóstico preciso.


Os sintomas abaixo, isolados não indicam um quadro depressivo, mas se existir alguns deles e se mantenham por longo período, pode ser um indício e necessita o diagnóstico profissional.


  • A pessoa fica mal humorada, com humor depressivo ou seja fazendo brincadeiras desqualificando-se ou demonstrando falta de perspectiva e fé na vida, nas pessoas e no futuro.

  • O indivíduo se mostra extremamente irritado, ansioso e angustiado

  • Ou se mostra muito desanimado, por muito tempo, sente-se cansado facilmente tendo de fazer mais esforço que o normal para realizar as tarefas que antes realizava facilmente.

  • Sente-se incapaz de sentir alegria e não sente prazer nas atividades que antes gostava de realizar.

  • O indivíduo se mostra apático,m sem motivação para nada e não se interessa por nada ou tem falta de vontade para tudo.

  • Se mostra indeciso ao extremo fazendo com que deixe de realizar coisas por não saber decidir, evitando atividades sociais por exemplo ou sair de casa.

  • Sente-se inseguro para tudo, achando-se inferior ou sentindo medo de tudo, chegando ao desespero ou vazio interior sentindo-se altamente desamparado, sente que nada nem ninguém pode suprir este vazio e esta carência.

  • Pensamentos pessimistar e sentimento de culpa por tudo, sempre desproporcionais.

  • Falta de sentido na vida, sente-se inútil, aruinado e fracassado, tem baixa auto-estima e tem ideias de morte ou doença.

  • Tem dificuldade e lentidão em raciocinar e dificuldade intensa de se concentrar.

  • Falta de apetite sexual e muitas vezes apesar de conseguir manter a relação, não tem prazer algum

  • Insônia ou Excesso de sono, ao acordar sente-se cansado como se não tivesse dormido, desperta muitas vezes à noite ou acorda muito cedo, bem mais cedo que o habitual.

  • Falta de apetite, come muito ou não sente fome.

  • Dores musculares pelo corpo, tensão nos ombros, dificuldade em subir escadas ou ladeiras.

  • Com frequencia se pega parado olhando para o nada, em pensar em nada.

  • Flatulência, intestino preso ou solto sem causas aparentes, digestão ruim com peso no estômado, azia ou mesmo ânsia.

  • Dor na nuca, pressão no peito e alterações na pressão arterial.


    Se você convive com alguém e desconfia que ela possa estar em um quadro depressivo, observe os sintomas acima e procure perceber se a pessoa está demonstrando alguns destes sintomas com frequencia.


    Fique bem atento à ideias que demonstrem desejo de morte ou de tentar suicídio.


    A maioria das pessoas acha que a pessoa que quer se suicidar não avisa, ela vai e faz, mas ao contrário do que o senso comum nos diz, a pessoa que diz que vai se suicidar muitas vezes vai sim.

    Por isso é importante observarmos e quando perceber tais sinais, tomar as providências necessárias à preservação da vida desta pessoa, pois a pessoa em Depressão interpreta o mundo de uma forma distorcida, negativa onde tudo é visto como ruim, difícil, sacrificante.


    Roberto Dantas
    Psicologo - CRP 06/148123

  • A Depressão é uma doença multifatorial

    São vários os fatores que podem estar contidos em um quadro depressivo: capacidades e competências pessoais e sociais, falhas no desenvolvimento psicológico na infância, fatores hormonais e físicos(genéticos), fatores emocionais ou outros.